Micro

Você sabe o que é microfisioterapia?

Que o copo e a mente têm uma relação direta muita gente já sabe! Porém, poucos sabem que tudo o que vivenciamos e sentimos pode ficar guardado no copo e no inconsciente.

No artigo de hoje vamos falar sobre uma técnica que vem se destacando por fazer uma “leitura” completa do copo através de toques suaves.

Ficou interessado? Continue a leitura!

A Microfisioterapia é uma técnica de terapia manual que, através de mapas específicos, procura no corpo registro de lesões (traumas químicos, físico ou emocionais) vividos e não superados pelo organismo.

Apesar de relativamente novo no Brasil, o método existe desde a década de 80, quando foi criado na França pelo osteopata Daniel Grosjean e o fisioterapeuta Patrice Benini.

O terapeuta, através da micropalpação, procura no corpo do paciente o local onde foram instaladas as cicatrizes celulares (memórias), as quais provocarão os sintomas. Quando encontradas, estimula-se manualmente desencadeando o processo de auto-correção, reestabelecendo as funções do organismo, eliminando as doenças e promovendo a saúde.

Através da microfisioterapia é possível tratar diversas doenças e sintomas físicos e emocionais, entre eles: dor de cabeça, fibromialgia, cansaço sem motivo aparente, enxaquecas, irritabilidade, dores musculares e nas costas, alergias, insônia, ansiedade, pânico e outras fobias, déficit de atenção, depressão e traumas emocionais como rejeição, perdas, separações e abandonos.

A técnica não tem contra indicação e pode ser aplicada em qualquer pessoa, em diferentes fases e momentos da vida (bebês recém-nascidos, crianças, adultos, gestantes, idosos), independentemente da doença física ou emocional.

O tratamento se inicia com uma consulta para avaliar informações e as principais queixas do paciente. A partir dai, são prescritas as sessões, que vão depender de cada caso e reações do organismo.

São cerca de 60 minutos de atendimento e um intervalo de 30 dias entre as sessões, período em que o corpo irá assimilar o tratamento.

Que tal manter o corpo e a mente em equilíbrio?

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *