Obesidade Infantil

Entenda os problemas que podem ser causados pela obesidade infantil

Férias escolares começando, feriado chegando. Aos poucos, a gente vai desacelerando, saindo da rotina e trocando os hábitos semanais pelas exceções. Já vale um barzinho no meio da semana, uma pizza na quinta, um refrigerante no almoço de segunda, e quando percebemos, perdemos o controle e a nossa alimentação está pautada na facilidade. Essa é a descrição de uma costumeira cena familiar brasileira, onde a alimentação saudável também tira férias quando acabam as aulas. Mas não deveria ser assim.

O artigo dessa semana faz um alerta para as mães, pais e responsáveis de plantão. Vocês sabiam que ⅓ de todas as pessoas que realizam cirurgias bariátricas foi obesa na infância? Esse dado comprova que a obesidade nem sempre surge na vida adulta, às vezes é um reflexo dos maus hábitos dos nossos pais e familiares, e começa lá na infância.

Junho possui o Dia de Combate à Obesidade Infantil, celebrado no dia 3. E para entender esse problema, conversamos com o cirurgião bariátrico Joaquim Alves Guimarães Neto. Ele afirmou que a obesidade em crianças e adolescentes passou a ser preocupante no século XXI. “O avanço da tecnologia fez com que as brincadeiras de rua praticamente fossem extintas, acumulando calorias nesse público. Além disso, as propagandas de produtos industrializados foram aprimoradas para atingir crianças e adolescentes em cheio”, explicou. E vocês aí pensando que as brincadeiras de rua só serviam para irritar os vizinhos…

O resultado disso? Uma sociedade bem acima do peso e com maior propensão a doenças associadas, como diabetes e hipertensão. Por isso avisamos, lá em cima, que esse artigo é um alerta. Sabendo que esse público se inspira em tudo que observa em casa, o papel dos pais é fundamental na manutenção de hábitos saudáveis desde cedo. “Crianças não preparam sua comida sozinhas, então é necessário privilegiar alimentos nutritivos, com menos calorias, menos açúcar e sal. Incentivar as atividades ao ar livre também faz a diferença”, listou o cirurgião.

E se a obesidade for uma realidade, é importante investir em um novo estilo de vida e contar com o auxílio de uma equipe médica especializada, com pediatra, endocrinologista, nutricionista, entre outros. Segundo o especialista, nos casos extremos, é possível realizar cirurgia bariátrica na própria adolescência. Mas, o aconselhável é sempre evitar chegar a esse estágio.

Quem tem filhos deve entender que a alimentação saudável desse ser mantida em todas as épocas, e que existem opções saudáveis tão práticas quanto os produtos oferecidos nos supermercados. É só pesquisar. Cuidar da saúde é uma prática diária!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *