002

Descubra quais atividades físicas são mais indicadas para os idosos

Comemoramos nesta segunda-feira (1º) o Dia do Idoso, e as dicas que preparamos para essa semana são dedicadas a eles. É importante destacar que a nova geração de idosos, que está em crescimento constante, vem promovendo uma revolução no que conhecemos como Terceira Idade. Cadeira de balanço, bengala e crochê foram substituídas por viagens com os amigos, chás da tarde no shopping, cursos em universidades, exercícios físicos e várias outras atividades. De velha mesmo eles só têm a data de nascimento, porque o corpo e a mente dão um banho de vitalidade e energia em muita gente nova!

Devemos aprender cada vez mais com a experiência deles. E foi pensando nisso que procuramos um personal trainer que trabalha com atividades físicas voltadas para idosos para explicar como é possível encarar a velhice como início de uma fase da vida tão prazerosa quanto as anteriores.

Para começar, existem modalidades que são mais indicadas para a Terceira Idade porque possuem baixo impacto nas articulações, como o alongamento, o pilates com aparelhos e a hidroginástica. A musculação também é recomendada pela possibilidade de individualizar o treino, para que o profissional observe de perto cada aluno. Outra dica é a dança de salão, excelente para promover a socialização dos idosos.

O personal trainer Leandro Serra explica os benefícios da prática constante de uma (ou várias) dessas atividades. “A curto prazo, melhora a autoestima do idoso e traz facilidade na realização das tarefas diárias, como caminhar e agachar. Também melhora a qualidade do sono”, comenta. E a lista continua com os benefícios a longo prazo, como a melhora do condicionamento físico, o aumento da força muscular, a prevenção da osteoporose e outras doenças crônicas, entre outros.

Mas, segundo o profissional, um dos pontos fortes da rotina de atividades físicas é a prevenção da depressão. “Os idosos sofrem muito de carência, e enxergam nessas atividades uma forma de aliviar a solidão”, conta. Além disso, o professor relata que o idoso é um aluno diferenciado. “Trabalho com idosos há 12 anos, e sou bem suspeito para falar sobre eles. São alunos que dificilmente faltam nas aulas. Geralmente são sistemáticos, e vão sempre nos mesmos dias e horários. Também são muito obedientes, seguem ao pé da letra as instruções durante os treinos”, elogia.

E se você, que ainda não é idoso, ficou animado com os benefícios que listamos acima, saiba que a lista é maior ainda para quem começa a praticar atividades físicas mais cedo. Para os mais novinhos, os exercícios previnem problemas nas articulações, diminuem o risco de obesidade e doenças degenerativas, e aliviam o estresse, além de promoverem outros benefícios a longo prazo. Não importa a idade, se exercitar é garantir uma boa qualidade de vida.

E o personal trainer dá uma dica valiosa para quem quer começar. “Recomendamos que a pessoa busque alguma modalidade que lhe faça feliz, porque essa serás a motivação para dar continuidade”, finaliza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *