Cachorros Medo De Fogos

Descubra como amenizar o medo de fogos de artifício do seu pet

Todas as pessoas que não gostam da segunda-feira certamente acordaram mais felizes nesta manhã. Chegamos ao último dia do ano, quando enchemos nosso coração de gratidão pelas realizações alcançadas no ano que se despede, mentalizamos novos sonhos e metas para o ano que vai iniciar e comemoramos a união, o amor e a saúde com os nosso amigos e familiares.

Nós, da equipe do Shopping Parque Balneário, fazemos votos de felicidade para o seu 2019, e esperamos que você, que nos acompanhou todas as semanas ao longo do ano, continue com a gente nesse novo ciclo, presencialmente e online, aqui no Blog. Desejamos também que a alegria esteja em seu lar nessa noite mágica!

Só tem um detalhe. Você reparou que, enquanto prepara a ceia, decora sua casa e escolhe a cor da roupa que representará o seu 2019, seu cachorro está agitado? Provavelmente correndo pelos cômodos, se escondendo embaixo de móveis e até chorando. Pois é, ele tem medo dos fogos de artifício e você nem notou, ou até percebeu, mas não sabe o que fazer. Por isso, nós conversamos com a veterinária e acupunturista canina Carolina Haddad, que vai auxiliar os donos de pets a acalmarem seus bichinhos e mostrarem que os fogos não são perigosos. Aí sim, a sua festa estará completa!

Para começar, você sabia que outros animais também sentem medo dos fogos de artifício? Falamos popularmente dos cachorros, mas gatos e aves ficam assustados com o barulho. “O motivo é a audição dos animais, que é bem mais aguçada que a dos seres humanos. Um cachorro, por exemplo, pode ouvir entre 10 e 40 mil Hz, enquanto uma pessoa escuta entre 16 e 20 mil Hz”, explica a veterinária.

O pânico é tão grande que alguns animais chegam a fugir de casa, ou pelo menos tentam. Então, é importante cuidar para que o seu mascote não chegue a esse ponto. A profissional deu algumas dicas importantes:

 

– Nunca deixar um animal sozinho em casa, sem supervisão. Se você assiste a queima de fogos na praia, deixe alguém tomando conta do seu mascote;

– No ambiente em que o animal estiver, ligue equipamentos que façam barulhos mais confortáveis, como a televisão e o ar condicionado. Os sons vão abafar os fogos de artifício e transmitir aos pets uma sensação de conforto e aconchego, além de não deixa-los estressados;

– Usar remédios homeopáticos à base de ervas e produtos naturais, como a camomila e o maracujá, para acalmar os animais. A homeopatia tem um custo acessível e traz bons resultados.

 

De acordo com a veterinária, outra dica simples que você pode fazer em casa é uma amarração para que o animal se sinta seguro. Ela pode ser colocada no dia de Ano Novo pela manhã. “Você pode usar um pedaço de pano ou uma atadura. É só abrir a faixa, passar a parte do meio ao redor do peito do animal, cruzar nas costas e trazer as duas pontas para o peito novamente, agora atrás das patinhas dianteiras. Cruze novamente, traga as pontas para as costas e dê um laço firme, mas não apertado”, ensina.

Também perguntamos para Carolina se o adestramento pode resolver esse problema, mas ela não recomenda. “Já observamos que o pânico dos fogos de artifício é maior em animais de pequeno porte, mas os de grande porte também se sentem inseguros. Eu não sei como o adestramento pode auxiliar, porque o medo é uma questão que tem a ver com anatomia do animal, e não com a personalidade”, comenta a profissional.

A dica mais valiosa é entender e proteger o seu melhor amigo, para que ele se sinta confortável e feliz. Afinal, os animais também fazer parte da família e a ideia é que eles também comemorem, com segurança e alegria. Cuide do seu pet e aproveite a festa. Seja bem-vindo, 2019!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *