Flore Comestivel

Cor e sabor : Flores comestíveis

Elas estão presentes em nosso dia a dia em diversos momentos, seja na decoração de ambientes, nos jardins, na estampa de roupas, em detalhes de acessórios de cabelo e até nos buquês das noivas. Porém existem também as flores comestíveis, que invadiram de vez a culinária na finalização e criação de pratos dos melhores restaurantes do mundo.

 Muita gente gosta, mas poucos sabem que brócolis, alcachofra e couve-flor são, na verdade, flores comestíveis. E esses vegetais não estão sozinhos embelezando os pratos. Outras flores, além de não fazerem mal à saúde, têm propriedades nutritivas.

Belas e delicadas, as flores trazem um toque fresco e refinado aos pratos, podendo ter uma ampla utilização: dos doces aos salgados, passando pelas bebidas alcoólicas, refrescos e infusões.

Seja em saladas, omeletes, molhos, sopas, carnes, em pães, geleias, manteigas, gelatinas, sorvetes, pudins, cremes, mousses e licores, ou da forma que a criatividade mandar, há, com certeza, muito a ser desbravado no universo saboroso, aromático e colorido das flores comestíveis.

 Mas atenção! Nem todas as flores podem ser ingeridas. Segundo os estudiosos, as flores utilizadas na alimentação não são as mesmas comercializadas em floriculturas, pois estas são cultivadas com produtos químicos. As flores comestíveis devem ser adquiridas de produtores especializados, que não utilizam qualquer tipo de agrotóxico no seu cultivo. Além disso, é fundamental saber que não são todas as espécies que podem ser ingeridas.

Apresentamos abaixo, algumas espécies de flores comestíveis:

 

Amor-perfeito (Viola wittrockiana)
São populares, coloridas e levemente amargas. No prato é possível brincar com as diversas cores (amarelo, vermelho, roxo, azul e branco)

Cultivo: é uma planta de meia-sombra e floresce no inverno. Deve ser plantada em solo rico em húmus.

Capuchinha (Tropaeolum majus)
A flor é uma das preferidas dos chefs e possui sabor levemente apimentado. Pode ser usada em saladas e massas. Vale decorar os pratos com a espécie, que apresenta coloração amarela, laranja ou avermelhada.

 Brócolis

Com ação antioxidante, o brócolis elimina toxinas e combate os radicais livres. Como é rico em magnésio e cálcio, ajuda a regular a pressão arterial e a manter o coração saudável.

Abundante no vegetal, a vitamina B9 (ou ácido fólico) eleva a imunidade, auxilia o sistema nervoso e ajuda a desenvolver as células sanguíneas. Tem, ainda, minerais, potássio, ferro, zinco, vitaminas A, C, B1, B2, B6 e K e folato.

Possui também uma substância chamada sulforafano, que elimina bactérias do pulmão, auxiliando ex-fumantes a expelir substâncias nocivas e favorecendo o sistema respiratório.

Crisântemo (Chrysanthemum morifolium)
Muito usado em pratos chineses e japoneses. É fundamental remover as hastes, pois são amargas. Para os orientais, uma pétala no fundo do copo é sinônimo de longevidade.

Rosas (Rosa chinensis)
Todas são comestíveis. As perfumadas são ainda mais saborosas. É importante remover as bases, que são amargas. Com as pétalas é possível produzir geleias, cremes, manteiga e sobremesas. Com os botões pode-se fazer picles. O xarope, também, é usado em panquecas doces e bebidas.

Tulipa (Tulipa gesneriana)
Possui sabores variados, dependendo da espécie escolhida. Muitas lembram gosto de alface levemente adocicado. São ideais para quem deseja impressionar. Vale usar como base comestível para servir petiscos. Atenção: é preciso remover o pistilo e deixar apenas as pétalas

Que tal se arriscar e experimentar? 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *