40400729 - Woman Applying Protective Lotion Before Sunbathing At Beach

Conheça os melhores tratamentos para eliminar a gordura localizada

Certamente, vocês repararam que o sol anda tímido na Baixada Santista. As chuvas e o tempo nublado vem espantando os amantes das praias e piscinas, mas não se enganem: ainda estamos no verão, e ouvimos dizer que o mês de fevereiro ainda será conhecido como “feRvereiro”. É esperar para ver.

Então, seguimos com as nossas dicas, para reforçar sua amizade com o sol em todos os meses do ano. E dessa vez, vamos falar sobre a campeã da insatisfação das mulheres, o assunto que faz a maioria brigar com o sol, o espelho e o mundo. É ela, a gordura localizada, que vai desaparecer depois que vocês lerem todas as informações que trazemos nesse artigo. A informação correta é o maior poder do ser humano, e agora ele estará em suas mãos!

Conversamos com a esteticista corporal Jéssica Capazzo, e vamos começar com números. De acordo com ela, que realiza por dia entre 50 e 70 atendimentos, a queixa da maioria das clientes é a gordura localizada. Dessas, 70% buscam tratamentos para as áreas abdominal e das costas, sendo a segunda considerada a área mais incômoda visualmente. “A procura aumenta bastante durante o verão, porque as clientes querem se sentir bem com o corpo na praia e na piscina”, comentou a esteticista.

Mas, de onde vem a gordura localizada? A Jéssica explicou. “Geralmente, o sedentarismo e os maus hábitos alimentares são os causadores desse acúmulo de gordura em determinadas áreas do corpo. Mas a predisposição genética, o tabagismo e o consumo excessivo de bebidas alcoólicas também podem ser agravantes”. Além disso, carboidratos, açúcares e sódio em excesso são grandes vilões da beleza feminina. Pensem bem antes de ingerir produtos que contenham esses componentes, viu?

Outra informação. A gordura localizada não vem sozinha. Do ponto de vista da saúde, ela pode ser o primeiro indício da obesidade. Já do ponto de vista da estética, ela anda de mãos dadas com as estrias e celulites. O aumento de peso pode ser um fator agravante ou desencadeante da celulite, mesmo não sendo determinante. Já as estrias aparecem no ato de emagrecer e engordar, que é quando a pele precisa se esticar para acomodar a gordura. É nesse processo que ocorre a destruição das fibras elásticas da epiderme. Ambas tem tratamento, mas queremos que vocês conheçam as causas para investirem na prevenção desses problemas. “Gordura localizada não possui perfil. Eu atendo desde clientes adolescentes que buscam a estética preventiva até idosas que sempre gostaram de cuidar da beleza”, avaliou a profissional.

Ela ainda indicou as técnicas mais procuradas para o tratamento da gordura localizada, e contou brevemente como funcionam. Antes, lembramos que cada caso deve ser avaliado individualmente. Vamos conhecer os procedimentos:

 

– As massagens são bastante procuradas para auxiliar na redução de medidas, mas elas não tratam gordura localizada. Elas amenizam o efeito da retenção de líquido e promovem a perda de medidas periféricas, melhorando o contorno corporal;

– A criolipólise é um tratamento bem popular entre as mulheres. É uma técnica não invasiva que congela as células de gordura por meio de um aplicador de pressão que “mata” a gordura sem danificar a pele;

– O método blindado é uma evolução técnica da criolipólise, que alia vários protocolos ao procedimento para acelerar a perda de gordura na área onde foi aplicado;

– O heccus combina ultrassom de alta potência, correntes elétricas de média frequência e polarizadas para quebrar as células de gordura e acelerar o metabolismo, promovendo a eliminação dos pneuzinhos e melhorando a textura da pele;

– A radiofrequência é um tratamento com tecnologia tripolar, que aumenta a temperatura da pele até 40ºC para induzir a alimentação circular, oxigenar melhor o local onde está atuando e estimular a formação de colágeno, aumentando a firmeza da pele, melhorando o aspecto das celulites e definindo o contorno corporal;

– A aplicação de enzimas é realizada por meio de injeções com agulhas bem finas, com a combinação de elementos diferentes que contribuem para a eliminação da gordura localizada.

 

São várias opções, mas em qualquer uma, é necessário que a cliente mude seus hábitos para garantir o sucesso do tratamento. “É indispensável começar a praticar exercícios físicos pelo menos duas vezes por semana e ter alimentação balanceada”, recomendou. Quem quiser continuar o processo fora do local onde realiza o tratamento também conta com auxílio dos géis redutores. “Pode ser um aliado, mas não serve qualquer gel. Deve ser um dermocosmético feito para redução de medidas, de marcas profissionais e que contenha, preferencialmente, cafeína, extratos de centella asiática e castanha da índia”, disse.

Se as orientações não forem seguidas, após o tratamento, a gordura volta a se acumular no local. E há restrições, viu? Em casos de flebite e tromboflebite, infecção aguda, insuficiência cardíaca descompensada, trombose, câncer, feridas abertas na pele e gravidez (alguns tratamentos), nem pensem em procurar os procedimentos estéticos que citamos. Cuidem primeiro da saúde!

Mas, se vocês não pertencem à esse grupo, saibam que cuidar da beleza é um excelente investimento a longo prazo. Faz bem para o corpo, para a alma e para a autoestima. Amar a si mesmo pode ser libertador, experimente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *