Carro

Conheça a importância da revisão automotiva antes das viagens de férias

Nessa semana, falaremos de outro assunto que exige atenção quando chegam as férias. Revisão automotiva. Sim, não é só fazer as malas e colocar o pé na estrada… Ou melhor, o carro. É preciso verificar se todas as peças estão em condições de carregar você e sua família por horas até o local escolhido para o destino escolhido. E o serviço não pode ser realizado em cima da hora, viu? A gente vai explicar o passo-a-passo certinho para você!

Consultamos o engenheiro Ituriel Pini, especialista em Mecânica Automobilística, para esclarecer algumas dúvidas sobre esse procedimento. Para começar, se você está no time de pessoas que só manda o carro para revisão antes das viagens de férias, acaba de tomar um gol. Esse não é um pensamento correto. “A demanda no final do ano aumenta porque as pessoas geralmente viajam, mas a recomendação das fábricas é fazer a revisão periodicamente, a cada 10 mil km ou a cada seis meses. Assim, é possível que o profissional tenha uma visão geral do estado do veículo”, orienta.

Para quem não sabe, o papel da revisão é importante de modo geral. Ela é a responsável pela avaliação do estado de cada peça do carro. Como ocorre em uma consulta médica de rotina, o mecânico vai examinar o veículo e indicar os problemas que precisam ser resolvidos. “Geralmente, começamos pelos pneus, depois vemos o desgaste do sistema de freios. Em seguida, é a vez do sistema geral da suspensão (amortecedores, barra estabilizadora, batentes, buchas) e condição do motor (óleos, injeção eletrônica). Por último, vemos o sistema elétrico do carro, se precisa substituir alguma lâmpada nos faróis”, lista o profissional. Também são avaliados itens previstos a cada quilometragem, ou seja, se um carro tem 20 km, a revisão dele será mais minuciosa do que a de um carro que tem 10 km.

Além disso, o profissional que vai realizar a revisão deverá andar com o veículo, o que chamamos de test-drive, para verificar barulhos e outros problemas no deslocamento. Aqui vai um recado do engenheiro para os donos dos veículos. “Se perceber qualquer anomalia, deve avisar o mecânico”. Portanto, fique atento ao comportamento do seu carro no dia-a-dia.

Se você tiver um tempinho e puder acompanhar a revisão, é válido. Mas, se não tiver, saiba que algumas oficinas mecânicas informam, por meio das redes sociais, cada detalhe do procedimento aos proprietários. “É importante que eles saibam o que está sendo trocado no carro”, comenta Pini.

Então, na véspera de pegar a estrada, você deve dar uma passada na oficina para checar o carro, certo? Completamente errado! A revisão deve ser feita com antecedência para que o veículo possa ser testado na cidade antes de ser colocado na estrada. Apostamos que você não sabia desse detalhe. “É aí que o dono vai saber se a revisão foi bem feita ou se o automóvel apresenta algum problema”, explica. A antecedência também serve para a substituição de peças que, em alguns casos, precisam ser encomendadas. Então, se programe para checar o carro alguns dias antes da viagem.

Um carro que não passa por revisão regularmente coloca em risco a vida de seus passageiros e também de outras pessoas. Ele pode desde simplesmente ficar parado na estrada e voltar guinchado até provocar um acidente. Nem precisamos falar que esse procedimento é fundamental, não é mesmo?

Agora que você aprendeu, anote: viagem marcada, revisão agendada. Boas férias!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *