Cha

Chás podem auxiliar no emagrecimento. Verdade ou mentira?

O ritual acontece todos os anos. Quando menos esperamos, alguém aparece contando uma história surpreendente para que façamos cara de espanto, e a pessoa consiga berrar “PRIMEIRO DE ABRIL” e rir loucamente da nossa cara. Já passamos por isso, vocês também. Esse é o preço que todos pagam por esquecerem o Dia da Mentira.

Mas, como somos bonzinhos com os nossos leitores, não vamos pregar peças em ninguém. Pelo contrário, vamos aproveitar a data para desconstruir um assunto que vem enganando muita gente, especialmente as mulheres. São os chás para emagrecimento, considerados a salvação de quem sonha em ter um corpo igual ao da Gisele Bündchen. Bom, não é bem assim.

Antes que vocês leiam esse artigo, precisamos passar duas instruções. 1) é importante conhecer, respeitar e amar o biotipo do seu corpo, e realizar melhorias que fortaleçam sua saúde e autoestima, sendo a estética uma consequência; 2) é preciso desconfiar das coisas que apresentam muitas facilidades. Perder peso não é simples para ninguém.

“Então, os chás não emagrecem?”. Não. Alguns chás auxiliam no processo de emagrecimento, que é bastante complexo e particular, mas inserir essa prática na rotina alimentar pede a supervisão de um nutricionista. A nossa equipe conversou com a Karina Abbud, que esclareceu esse assunto direitinho. “Existem chás recomendados para quem quer emagrecer, como os que melhoram a diurese (volume de urina), os que agem como termogênicos (eliminam gordura corporal), os que diminuem tecido adiposo (redução de medidas), entre outros. Mas, nenhum deles é milagroso”, explicou.

A ideia das transformações fantásticas que os chás proporcionam foi criada com uma motivação. De acordo com a nutricionista, pessoas em geral relatam que desincharam após começarem a consumir chás. “Mas, a gente analisa e percebe que o consumo de água dessas pessoas não era satisfatório. A ingestão de chá aumentou essa quantidade de líquido e melhorou a diurese, o que não está necessariamente relacionado à perda de gordura”, comentou. Notem que beber água regularmente auxilia na diminuição do inchaço tanto quanto os chás, então é possível escolher a opção que agrada a cada um.

Também não é preciso queimar a língua para usufruir das propriedades dos chás. A temperatura é facultativa (quem gosta, pode tomar gelado), desde que o processo de extração dos benefícios da erva tenha sido concluído. Chás são feitos em água fervente e devem ser consumidos em até 10 horas, ou perderão as propriedades e não farão o efeito esperado. Sobre a quantidade, a nutricionista costuma indicar uma colher de sopa da erva para fazer de 600 ml a 1 litro de chá e consumir por dia. “Mas, depende de cada chá e de cada pessoa. Vale também o alerta para quem tem problemas renais, porque nem todo chá é indicado para esses pacientes. É necessário fazer acompanhamento médico”, orientou Karina.

Açúcar e adoçante? Não são recomendados. Na verdade, os chás que auxiliam no emagrecimento devem ser consumidos sem adoçar para que os benefícios da erva façam o efeito completo. Os açúcares, os adoçantes e o mel vão contra os compostos que fazem emagrecer, porque fazem ganhar peso. É preciso “ceder um pouquinho”, segundo a profissional. “Lembrando que chás também fazem mal, inclusive se consumidos em excesso ou de maneira incorreta. As pessoas devem buscar orientação profissional, de preferência com médicos que tenham alguma especialização em fitoterapia”, finalizou.

Os rótulos nem sempre falam a verdade. Prestem atenção em todos os produtos que vocês consomem, e busquem sempre as melhores informações. Ter um corpo bonito é bom, mas ter saúde é melhor ainda!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *